Um caso de amor pelo turismo e pela Cidade

Alegre, espontânea e forte.

Maria Valentina Rezende é a síntese da mulher moderna e, diante de sua vibração é impossível dizer que se está na companhia de uma senhora prestes a completar 65 anos de vida. Declaradamente apaixonada pela história e belezas da Cidade, a ‘santista da gema’ ingressou no serviço público há cinco anos, como guia de turismo. Antes disso, foi dona de uma escola de inglês, atriz e trabalhou em eventos durante três décadas.

No início dos anos 1990, acompanhava as esposas de congressistas em passeios aos pontos turísticos da Cidade e, a partir dali, descobriu uma nova vocação. Em 1993, fez o curso de guia de turismo e passou a acompanhar os cruzeiristas que desembarcavam em Santos, no Terminal Marítimo de Passageiros do Concais. “Percebi que sendo guia de turismo poderia desenvolver o meu lado de atriz. Sempre gostei de fazer esse paralelo entre a arte e a nossa função porque o contato com o público é muito semelhante”.

Em 2011, durante um passeio ao Centro Histórico, Valentina encontrou com outra guia de turismo que a avisou sobre o concurso público na Prefeitura. Fez a prova, e foi aprovada na sexta colocação.

BRILHO NOS OLHOS

Em julho de 2012, Valentina começou a atuar como guia nos passeios da Linha Turística do Bonde e na Linha Conheça Santos e, meses depois, foi convidada a assumir a chefia da Seção de Formação Técnica dos Profissionais de Turismo. O trabalho no setor a tirou do contato com as pessoas na rua, mas deu a oportunidade de ministrar palestras para profissionais de dentro e fora da Prefeitura.

Durante o ano, Valentina promove mais de 30 cursos de qualificação, não apenas para trabalhadores ligados ao trade turístico e servidores, mas também para garçons, taxistas, motoristas de ônibus, estudantes e professores. Na visão dela, em uma cidade como Santos, todos os munícipes fazem parte da rede turística. “O santista precisa se sentir o anfitrião de uma Cidade repleta de atrativos. É esse estímulo que passo nas minhas palestras. Se pudesse, falaria com Cidade inteira”, diverte-se.

Para Valentina, não há diferença em falar em grandes auditórios ou em pequenas salas de aula. Afinal, a satisfação é exatamente a mesma. “O brilho nos olhos das pessoas quando começo a contar coisas da Cidade, que até então elas desconheciam, é o meu combustível. Vale mais que qualquer dinheiro”.

RESPONSABILIDADE

Mãe de um produtor musical e avó de três netos, Valentina Rezende define o serviço público como uma grande responsabilidade. “Tenho muito orgulho de ser servidora e tenho respeito pelas pessoas da nossa cidade. Tudo que é público precisa ser cuidado com muito carinho, e eu tento fazer isso todos os dias”.

“A Valentina contagia a todos com a sua energia, seja no dia a dia com a gente, dentro da Secretaria, seja nas capacitações que ela realiza, em todos os cantos da Cidade”, elogia o secretário de Turismo, Rafael Leal.

Foto: Francisco Arrais