Conteúdo

Vacinação contra a gripe em domicílio é adiada por causa de greve

24 de maio de 2018
15h 34

Marcada para este sábado (26), a vacinação contra a Influenza (gripe) em domicílio de pacientes acamados ou com restrição de mobilidade, os quais não são acompanhados pelos serviços de saúde da Prefeitura, precisou ser adiada por causa da greve dos caminhoneiros.

O repasse de novo lote de vacinas para o Município estava previsto para ocorrer nesta sexta (25), mas não ocorrerá devido aos bloqueios nas estradas que impedem a chegada das doses à sede regional do Grupo de Vigilância Epidemiológica (GVE), do governo estadual.

A paralisação também está afetando o abastecimento de veículos da frota da Prefeitura, exigindo o racionamento e a priorização de serviços essenciais. A Secretaria Municipal de Saúde aguarda o repasse das doses da vacina pelo Estado e a normalização do fornecimento de combustíveis para definir uma nova data para a vacinação deste público.

Os pacientes já assistidos pela Atenção Domiciliar e Saúde da Família já começaram a ser vacinados em suas residências desde o início deste mês. Nesta sexta (25), a vacinação contra a gripe continua em 24 policlínicas, das 9h às 16h, enquanto durarem os estoques. As doses acabaram nas policlínicas da Alemoa, Martins Fontes, Vila Mathias e Morro São Bento.

BALANÇO

Desde o início da campanha, em 23 de abril, mais de 92 mil pessoas foram vacinadas nas unidades municipais de saúde. Contabilizando as clínicas particulares, cerca de 100 mil santistas já estão imunizados.