Conteúdo

Três escolas ganharão núcleos de paz

21 de fevereiro de 2019
16h 07

As escolas municipais Avelino da Paz Vieira, Demóstenes Britto e Edmea Ladevig vão ganhar núcleos de paz, do programa Justiça Restaurativa.

O reforço no programa de prevenção e solução de conflitos pelas partes envolvidas, por meio da restauração do mal causado, e não da punição, será possibilitado por doação de US$ 40.550 (cerca de R$ 150 mil) do Rotary Club Santos Boqueirão. “Estamos nas tratativas finais e a expectativa é de que os núcleos sejam concretizados ainda este ano”, afirmou a presidente do Rotary, Maria da Graça Aulicino, durante encontro realizado nesta quinta-feira (21) com representantes do clube no Núcleo de Educação para a Paz (NEP), na Secretaria de Educação (Seduc).

Graça explicou que os recursos integram um subsídio global, destinado aos projetos de cada clube no mundo. Caberá à Seduc a inserção e acompanhamento de facilitadores nos novos espaços.

Os facilitadores disseminam as práticas restaurativas dos círculos de construção de paz, em que as partes sentam em roda, com intermediação dele. No círculo não existe um 'cabeça', mas um 'guardião da paz', que faz a intermediação do diálogo com um 'bastão da palavra' (qualquer objeto escolhido e simbólico) é oferecido a quem quer falar e os outros aguardam a vez. Todos passam a ter vez e voz. Os integrantes do Rotary vivenciaram um círculo, expressando a importância do projeto e palavras que inspiram a participação de cada um como gratidão, empatia, respeito e perseverança.

ESCOLAS QUE INOVAM

A Justiça Restaurativa também tem as parcerias da DP World Santos, VLI e CPFL. Com a DP World, este mês foi celebrado convênio que beneficiará 13.902 estudantes, de 30 escolas municipais, por meio do projeto ‘Escolas que Inovam’. A iniciativa inclui implantação de núcleos tecnológicos, as estudiotecas, que substituirão os laboratórios de informática.

Outras nove escolas foram contempladas com o projeto, beneficiando mais de oito mil alunos, graças à parceria da VLI (Valor da Logística Integrada), também firmada por convênio, em julho de 2018. Assim, todas as unidades de ensino fundamental estão contempladas com o 'Escolas que Inovam'.

Já a CPFL viabilizou a formação de professores, com utilização de uma plataforma adaptativa de aprendizagem baseada em jogos, especialmente voltados à matemática, por meio do projeto Tamboro.

Foto: divulgação 

Feedback

Ajude-nos a tornar o Santos Portal melhor. Deixe um comentário, dúvida ou sugestão.