Conteúdo

Servidores de Santos são treinados para avaliações mais personalizadas e humanas

10 de maio de 2019
15h 50

A Classificação Internacional de Funcionalidade, Incapacidade e Saúde (CIF) foi tema de um curso de extensão gratuito promovido pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) para 81 funcionários da Prefeitura, entre médicos, psicólogos, enfermeiros, assistentes sociais e técnicos de segurança no trabalho. A última aula ocorreu nesta sexta-feira (10).

Realizada no campus da universidade, na Encruzilhada, a atividade teve como foco a adaptação do serviço público municipal às normas da Portaria nº 5, de 2019, da Secretaria de Gestão (Seges), que regulamenta as normas da CIF adotada pela Organização Mundial de Saúde (OMS) quanto a descrições, avaliações e medições da saúde e da incapacidade de cada indivíduo.

Especialista no tema, a professora da Unifesp Fernanda Cockell expôs aos servidores uma série de situações de dificuldades no trabalho por conta de limitações físicas ou psicológicas, com uma variedade de causas, consequências e soluções para possíveis readaptações em novos setores ou funções do órgão público.

A ideia, segundo ela, é expor como funcionários podem apresentar diferentes graus de uma mesma doença, requerendo tratamentos e encaminhamentos específicos para cada caso, evitando padronizações. “O ideal é que as pessoas sejam avaliadas na integralidade por uma equipe multidisciplinar, com um olhar mais humano e compreensivo, desde a admissão até aposentadoria”.

 

Foto: Isabela Carrari

Feedback

Ajude-nos a tornar o Santos Portal melhor. Deixe um comentário, dúvida ou sugestão.