Conteúdo

Programa para mães servidoras de Santos incentiva aleitamento exclusivo

8 de abril de 2019
10h 00

Com objetivo de oferecer apoio às mães servidoras, o Programa de Promoção à Saúde e Qualidade de Vida do Servidor – ComViver, vinculado à Secretaria de Gestão (Seges), em parceria com a Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), inicia, nesta semana, os atendimentos do Projeto Abrace Seu Mundo, de incentivo à amamentação exclusiva.

Após levantamento realizado em março, quando a parceria começou, o ComViver cadastrou nove servidoras para serem atendidas na primeira edição do programa, que atende mães com filhos de até dois meses, moradoras de Santos. Essas famílias receberão três visitas técnicas dos estudantes do curso de fisioterapia da Unifesp, coordenados pela Professora doutora Fernanda Cockell, sendo a primeira delas na próxima terça (9). Depois, o atendimento retorna nos dias 7 e 21 de maio.

A iniciativa visa ajudar as mães a alcançarem a meta de seis meses de aleitamento materno exclusivo, como prega a Organização Mundial da Saúde. O grupo de apoio vai construir, junto às famílias, estratégias de cuidado, facilitar o retorno ao trabalho e auxiliar com orientações e práticas diversas como ensinar a usar o sling (tecido que suporta o bebê junto ao corpo de um cuidador), como dar banho de ofurô e como fazer a massagem terapêutica Shantala.

“Esperamos contribuir não somente com a saúde e qualidade vida do servidor municipal, mas de toda a sociedade, tendo em vista que o bom vínculo mãe/bebê resulta em personalidade adaptada e produtiva dessa criança”, explica Taís Viana, psicóloga do ComViver.

Taís também explica que é necessário apoio dos colegas de trabalho, inclusive das chefias. “Entendemos que o vínculo com o bebê, as tensões da introdução alimentar e a angústia de separação podem influenciar no retorno ao trabalho. Se isso não for bem trabalhado, ela pode vir a adoecer emocionalmente, ou mesmo seu bebê pode vir adoecer. Nos dois casos o resultado será o afastamento médico. Se ela tiver compreensão e apoio da chefia para unir férias e/ou licença prêmio acreditamos que haverá diminuição de chance de adoecimento”.

CONTATO IMEDIATO

Após esta etapa inicial, o programa seguirá um protocolo para que toda vez que uma servidora entrar em licença de 180 dias, por nascimento de filho, ela preencha um formulário com seus dados atualizados e, se a servidora for munícipe, os apoiadores entrarão em contato nos primeiros dias de vida do recém-nascido para que ela seja atendida o quanto antes.

Feedback

Ajude-nos a tornar o Santos Portal melhor. Deixe um comentário, dúvida ou sugestão.