Conteúdo

Programa focado na saúde de adolescentes é ampliado para novas turmas

15 de março de 2019
18h 24
Solenidade em teatro. Jovens lotam auditório. Todos estão em pé e seguram balões de gás na cor verde. #Pracegover

Com o Teatro Municipal Braz Cubas lotado, foi lançada nesta sexta-feira (15) a quinta edição do Santos Jovem Doutor. O programa para alunos da rede municipal é focado em ações de saúde e aborda temas como gravidez na adolescência, doenças transmitidas pelo sexo, tabagismo, puberdade, acne e outros temas que fazem parte da vida dos adolescentes.

A 5ª edição será a primeira que contará com alunos de 7º ano e da Educação de Jovens e Adultos. Até a etapa anterior, o programa se concentrava nos 8ºs e 9º anos. Para esta nova fase, 686 adolescentes fizeram a prova de seleção e mais de 500 foram aprovados. Destes, 380 iniciam os trabalhos e os demais irão aguardar em lista de espera.

O programa é desenvolvido a partir de uma parceria entre a Prefeitura e a Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP), por meio da disciplina de Telemedicina. O diferencial da abordagem é o uso de imagens tridimensionais do corpo humano, recursos de computação gráfica, educação à distância e produção de estruturas por meio de impressoras 3D.

A cerimônia contou com exibição de imagens dos momentos especiais de cada edição, além de uma apresentação do Quarteto de Cordas Martins Fontes.

Outra surpresa do evento foi o depoimento da ex-aluna da escola municipal Judoca Ricardo Sampaio (Caruara) e participante da primeira turma do Santos Jovem Doutor (2015), Jéssyca de Assis de Oliveira, 18, que este ano iniciou o curso de Direito, no Centro Universitário Don Domênico, no Guarujá. “Este projeto é incrível e nos faz querer crescer e ser alguém melhor. Se hoje luto pelos meus objetivos devo ao que aprendi aqui”, disse a caloura universitária.

 

CRESCIMENTO

Atuando desde a primeira edição do SJD na escola ‘Judoca’ e professora responsável pela turma de Jéssyca, Maria de Lourdes Medeiros, destacou que o projeto traz uma transformação tanto nos educadores como nos alunos. “Com certeza não sou a mesma profissional de 2015. Neste período fiz mestrado, fui convidada para dar uma palestra na Polônia, participei de um Congresso em Cuba. Tive um crescimento pessoal e profissional”.

Ela ainda acrescentou que o impacto nos adolescentes também é notável. “Eles voltam a sonhar. Hoje a Jéssyca é uma grande referência na escola, porque eles já sabem que é possível e que eles podem chegar a uma universidade”.

 

CORAGEM

Para o idealizador, co-participante do projeto e chefe da disciplina de telemedicina da Faculdade de Medicina da USP, Prof. Dr. Chao Lung Wen, coragem, perseverança, resultado e empreendedorismo social, com foco na saúde e educação, definem estes anos da iniciativa. “Santos é referência para outras cidades quando se fala em empreendedorismo social. Sonho com três outros passos para o Santos Joven Doutor: um livro, um evento com municípios da região e fortalecer ainda mais os professores participantes”, afirmou.

A secretária de Educação, Cristina Barletta, ressaltou a importância da iniciativa para os estudantes. “Eles passam a se ver como pesquisadores, desenvolvem a autonomia e outros valores essenciais. Vi de perto todo este processo enquanto estava como diretora da ‘Avelino da Paz Vieira’. Os alunos se sentem orgulhosos por fazer parte deste grupo”.

“Os jovens nos inspiram a cada dia. Lógico que o projeto conta com o apoio de muitos profissionais da saúde e educação, mas sem os adolescentes o sucesso não seria o mesmo. Eles nos iluminam”, disse o secretário de saúde, Fábio Ferraz.

A professora Ana Lopes é coordenadora executiva do SJD, juntamente com a professora Ana Caetano, e se emocionou ao falar sobre os cinco anos da iniciativa. “É uma conquista importante para todos nós. Entre muitos benefícios, o projeto estimula o companheirismo e a criação de laços afetivos entre os participantes”. Muito entusiasmada, Ana Caetano revelou que o número de inscritos deste ano superou o de 2018. “Ficamos muito felizes e notamos a visibilidade que a ação ganhou dentro das escolas. Vemos de verdade a transformação dos alunos”.

 

 

Frutos do Santos Jovem Doutor

A partir deste mês, cinco ex-participantes do projeto farão parte do CTA Teen – Centro de Testagem e Aconselhamento, da Secretaria de Saúde. “Eles ganharão uma bolsa-auxílio e serão a voz da prevenção para outros jovens.  É o primeiro serviço deste tipo no País, em que o público mais novo poderá contar com este atendimento especial, em um espaço para o diálogo aberto”, destacou a chefe da Coordenadoria de Controle de Doenças Infectocontagiosas, Regina Lacerda, que também é uma das responsáveis pelo SJD. O CTA fica na Rua Silva Jardim, 94.

Darlene Silva Matos, 18, será uma das participantes. “Vamos estar lá para escutar e orientar, falando a mesma linguagem dos outros jovens”.

 

Foto: 

 

Feedback

Ajude-nos a tornar o Santos Portal melhor. Deixe um comentário, dúvida ou sugestão.