Você está aqui

Conteúdo

Pilotos treinam para a Descida das Escadas de Santos

16 de fevereiro de 2019
14h 24

A manhã chuvosa do sábado (16) aumentou ainda mais a emoção dos treinos da Descida das Escadas de Santos, no Morro do Pacheco. Maior prova de downhill urbano da América Latina, o evento reúne 80 pilotos de cinco países. A grande final será no domingo (18), com transmissão ao vivo pela Rede Globo, a partir das 10h.

O desafio é grande.São 514 degraus distribuídos  em uma pista de 600 metros, cheia de obstáculos e adrenalina. O desnível do trajeto é de 143 metros, o que equivale a um prédio de 45 andares. Estão entre os favoritos os brasileiros Gabriel Giovannini, atual campeão; Wallace Miranda (bicampeão em 2008 e 2009), Lucas Borba e Silvio Felix. Entre os estrangeiros, o alemão Johannes Fischbah, o inglês Ben Moore, José Fernando Restrepo, da Colômbia e Marvin Spiegeler, da Guatemala.

Além de pilotos de todo o Brasil e do exterior, santistas marcam presença. Bruno Dantas, 19 anos, participa pela terceira vez. "Já estou nesse esporte há cinco anos. Aqui nos dois últimos anos fui o campeão na categoria rígida. Agora tenho um novo desafio: pela primeira vez estou na sub-23, vamos ver o que vai dar. A chuva deixou tudo mais louco, os degraus ficaram mais lisos".

 

DO MAR AO MORRO

No feminino, também correndo em casa, a estreante Renata Costa, 42, pode-se dizer literalmente que sua praia é outra. "Sou atleta profissional de bodyboard, atualmente sou tricampeã paulista. Comecei no downhill em março do ano passado, meu marido é piloto e de tanto o acompanhar resolvi participar. Não tem como não sentir medo, mas estou tomada pela adrenalina".

 

COMUNITÁRIO

O evento, que conta com o apoio da Prefeitura, promove também a participação comunitária oferecendo lazer e entretenimento aos moradores que trabalham na organização, em atividades como merchandising, fiscalização de pista, segurança e recepção. O projeto Sou Consciente coleta resíduos sólidos recicláveis, gerando renda para o Instituto Amigos do Pacheco, ONG criada pelo evento junto aos moradores para realizar melhorias no morro.

Entre os mais 100 de moradores envolvidos no está a estudante Larissa Barros, 19. "É primeira vez que trabalho, estou na reciclagem e considero uma oportunidade muito boa para quem mora aqui, principalmente para os desempregados. Outra coisa boa é que as pessoas começaram a olhar diferente para o Pacheco; aqui é um lugar sossegado e muita gente não sabia, normalmente quando falam em morro já acham que é perigoso.

Programação

Neste sábado, às 16h, começa o qualify com as provas de categorias e, às 18h30, acontece a premiação das categorias. Os oito atletas com os melhores tempos se classificam para as finais. No domingo (17), a pista será liberada para treino livre opcional até as 10h, quando começa a semifinal. A final, já com quatro atletas, está marcada para as 11h. A premiação é a partir das 11h15.

Foto: Isabela Carrari