Conteúdo

Orçamento Participativo de Santos recebe 2,1 mil indicações entre fevereiro e abril

2 de maio de 2019
17h 53

Com 2.124 indicações, foi encerrada terça-feira (30) a primeira fase do Orçamento Participativo (OPA), programa que permite ao munícipe apontar os setores que considera preferenciais para investimentos da Prefeitura.

As sugestões foram coletadas a partir de 18 de fevereiro pela Ouvidoria, Transparência e Controle (OTC) por meio da Ouvidoria Digital e do telefone 162. Em ambos os canais, era oferecida a opção de incluir o tema da ocorrência no OPA.

Com 50% das indicações, a área de zeladoria foi a mais mencionada, com referências a poda de árvores, manutenção de vias e iluminação pública. Na sequência, com 23%, ficou o setor de saúde, com prioridade para questões relacionadas a consultas e exames. Outros 12% se manifestaram com relação a obras do Município.

Na segunda etapa do OPA, que terá início dia 13, os assuntos com mais ocorrências serão encaminhados para votação nos bairros e, depois, integrarão o Plano de Prioridades e Necessidades da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2020.

 

PARTICIPAÇÃO E CONTROLE

 

A importância da participação popular no direcionamento de recursos públicos é ressaltada pelo ouvidor municipal, Rivaldo Santos. “Permite o planejamento da Prefeitura de acordo com aquilo que a população mais deseja”, comenta, acrescentando que as escolhas dos munícipes estarão disponíveis no Portal da Transparência para conferência. “É fundamental acompanhar a execução do que foi proposto e que existam instrumentos de controle para isso”.

 

 

Feedback

Ajude-nos a tornar o Santos Portal melhor. Deixe um comentário, dúvida ou sugestão.