Conteúdo

Obras do viaduto da entrada de Santos avançam com estaqueamento

13 de março de 2019
19h 08

Para sustentar o viaduto em construção no encontro das avenidas Nossa Senhora de Fátima e Martins Fontes, na entrada da Cidade, são fincadas estacas no solo. Do total de 63 peças necessárias para a área da N. Sra. de Fátima, 55 já foram cravadas, o que corresponde a 90% do total. Outras 73 estacas terão a mesma função no lado da Martins Fontes. 

As peças atingem a profundidade de até 42 metros e depois de instaladas recebem revestimento parcial por um tubo de ferro preenchido com concreto, para evitar o desgaste da estrutura provocado pela maré e as águas subterrâneas.  

Ao mesmo tempo, começaram os preparativos para execução da rampa de subida do viaduto na N. Sra. de Fátima, entre as ruas Iguape e Cananéia. O viaduto da entrada de Santos terá 10 metros de altura em sua parte mais alta. 

A estimativa é de que a construção seja concluída em julho de 2020. O serviço é executado pela Terracom, sob a supervisão da pasta de Infraestrutura e Edificações. As obras fazem parte da Etapa 3 do Programa Nova Entrada de Santos, investimento total de R$ 76 milhões.

 

ETAPAS DE CONSTRUÇÃO

 

A construção do viaduto é dividida basicamente em três etapas. A primeira é a infraestrutura, composta por itens que vão sustentar o viaduto: fundação, vigas de travamento, baldrame e muro de contenção. Depois, vem a fase intermediária, quando serão erguidos os pilares, paredes, lajes, vigas, enfim, os elementos que unem os itens de sustentação do viaduto. 

Por último, será executada a superestrutura, parte central do viaduto que terá 235 metros e unirá as duas rampas de acesso, com 80 metros de extensão em cada lado – Martins Fontes e Nossa Senhora de Fátima. Na soma total o complexo terá 395 metros.

 

MARTINS FONTES

 

Teve início na última segunda-feira (11) o remanejamento de adutora da Sabesp, com diâmetro de 500 mm, para a pista 4 da Avenida Martins Fontes. A estimativa é de que este serviço esteja pronto até o próximo mês, quando começa a montagem da estrutura de drenagem. 

Serão enterrados no solo, ao longo da pista, três tubos de 1,5 metro de diâmetro e 280 metros de extensão. Em maio, na mesma pista, começa a execução da rampa para subida do viaduto, de quem vem do Centro de Santos e vai para a Zona Noroeste ou São Vicente.

 

Foto: Susan Hortas