Conteúdo

No Dia do Centro, bairro é destacado como tradição de compras e passeio

16 de agosto de 2018
17h 17

Quando precisa fazer compras, pagar contas ou passear, a dona de casa Rosa Bezerra da Luz, 62 anos, não pensa duas vezes: sai do Saboó, onde mora, e vai ao Centro de Santos, como fez nesta quinta-feira (16) para ir ao banco. Ela só não sabia que, sem querer, participaria da homenagem à região que é marco simbólico do início da Cidade.

Dona Rosa esteve entre santistas e visitantes que, mesmo com a chuva fina, pararam na Praça Mauá para cantar parabéns pelo 16 de agosto, data instituída pela lei municipal 1.891/2000 como o ‘Dia do Centro’. Foram 1.500 pedaços de bolo distribuídos ao público, que ainda prestigiou apresentações de dança e música no evento organizado pela Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL-Santos), com apoio da Prefeitura.

“Sou do Maranhão, cheguei em Santos em 1979. É sempre aqui que faço minhas compras. Venho para o Centro para isso e para passear. Olho as lojas, vejo as roupas. Outro dia, peguei o bondinho e descobri vários pontos históricos e aprendi sobre os primeiros moradores. É lindo o Centro”, disse dona Rosa, aguardando seu pedaço de bolo.

O presidente da CDL, Camilo Rey Andujar, ressaltou que o evento visa mobilizar ações que fomentem o comércio. “O intuito é incentivar as pessoas a comprarem e os lojistas a investirem no Centro, que é histórico e comercialmente importante”.

Para o vice-prefeito, Sandoval Soares, “esta ação vai ao encontro do trabalho de revitalização da Administração Municipal. Pela sua importância, nosso Centro merece essa comemoração”.

O comerciante José Carlos Fachim, que integra o Grupo do Comércio de Santos, resgata o potencial da região onde mantém dois restaurantes há quatro anos. “O Centro tem estrutura excelente, com linhas de ônibus, ruas limpas e segurança. Novos comerciantes estão investindo aqui. É uma renovação”. A comemoração contou também com aferição de pressão arterial e teste de glicemia pela Drogasil. Apoio: Sicredi, Buffet Ana Ferreira Gastronomia, Studio Sapere, A Musical e Grupo do Comércio do Centro de Santos.

HISTÓRIA

O dia 16 de agosto foi escolhido para ser o Dia do Centro porque a data marcou o primeiro número do periódico O Comercial, em Santos. A linha editorial explorava as questões do comércio da área central, que foi palco de momentos históricos da Cidade e do País. O marco de fundação do bairro e, consecutivamente, da Cidade é o Outeiro de Santa Catarina, onde atualmente fica a sede da Fundação Arquivo e Memória de Santos.

Em tempos remotos, só moravam no Centro pessoas de posses e ilustres, entre as quais Braz Cubas. O processo de desenvolvimento local aconteceu de forma lenta. Porém, houve um avanço entre os anos de 1867 e 1967, com a inauguração da ferrovia São Paulo Railway e o boom do comércio do café. Com a migração dos moradores para a orla, o bairro passou a assumir características comerciais e chegou a ficar degradado. Nos últimos anos, a Administração Municipal vem trabalhando para sua revitalização, com eventos que envolvem cultura e turismo, e com incentivo ao comércio e a novos empreendimentos.

Fotos: Susan Hortas 

Galeria de Imagens

Feedback

Ajude-nos a tornar o Santos Portal melhor. Deixe um comentário, dúvida ou sugestão.