Conteúdo

Motoristas em Santos renovam conhecimentos sobre trânsito

15 de maio de 2019
15h 04

Há cerca de uma semana, a corretora de imóveis Rachel Luiza foi flagrada com celular no trânsito. Para sua sorte, era uma ação educativa do projeto Educablitz, lançado pela Companhia de Engenharia de Tráfego (CET-Santos). Na terça-feira à noite (14), ela esteve na empresa para acompanhar a palestra “Mais conhecimentos, menos acidentes” para a qual foi convidada quando houve a abordagem. Garantiu que, desde aquele dia, “não mexeu mais no aparelho” dentro do carro.

Agora sabe que celular ao volante pode levar o condutor a ser enquadrado, mesmo que não esteja falando (esse seria seu caso). Essa foi uma das questões esclarecidas em pouco mais de uma hora de conversa com dois integrantes da equipe de educação para o trânsito da empresa, o especialista Adriano Mosna e o operador de tráfego Hércules Santiago.

Os profissionais da companhia falaram sobre o trabalho do órgão gerenciador do trânsito na Cidade, tipos de sinalização viária, localização de radares e semáforos, recursos de multa e estatísticas sobre acidentes, além das principais infrações praticadas pelos condutores: avanço de sinal vermelho, estacionamento irregular e uso do celular.

         

TUDO RAPIDINHO  

Sobre o celular, que se transformou em uma das principais causas de acidentes de trânsito, os participantes foram esclarecidos que a legislação foi modificada, tornando-se mais rigorosa, com três tipos de enquadramentos do condutor: utilizar o aparelho (colocá-lo entre a orelha e o pescoço sem uso das mãos/utilizar fones de ouvido), com multa média; segurar (falar com alguém utilizando as mãos), com multa gravíssima e manusear o telefone (digitar mensagens de texto), com multa gravíssima.

Os profissionais da CET enfatizaram que acidentes ocorrem em questão de segundos, tempo suficiente para deixar feridos e mortos, mas os motoristas têm uma justificativa muito comum, quando flagrados em situações irregulares: “era rapidinho”.

 

IMPRESSÕES

O motorista profissional, que sempre busca se atualizar e teve conhecimento da palestra pela internet, Raphael Haiba da Silva, considerou muito produtiva, principalmente quanto “à atualização das mudanças na legislação”.

O comerciante José Carlos Simão Rocha, flagrado pela blitz quando parou “rapidinho” em local indevido, achou muito importante o projeto para conscientizar os motoristas. “Convidei algumas pessoas para vir, agora vou reforçar a sugestão”.

 

DIA 30

O Educablitz, que faz parte da programação da CET-Santos para o Maio Amarelo (movimento mundial pela conscientização por mais segurança no trânsito), levou a equipe de educação a abordar motoristas flagrados em infração em vários bairros da Cidade.

 Esclarecidos sobre o ato irregular, esses condutores assinaram termo sobre a orientação recebida e tiveram convite para a palestra, que na terça-feira contou com 18 participantes. A atividade na CET terá nova edição no próximo dia 30, agora pela manhã: 8h30.

Assim como os abordados pelo projeto, demais motoristas interessados podem ser inscrever por meio de mensagem pelo WhatsApp para o número 99795-5943. 

 

Foto: divulgação