Conteúdo

Mostra fotográfica marca o Dia Internacional da Mulher no Miss

7 de março de 2019
16h 57

Em homenagem ao Dia Internacional da Mulher, celebrado nesta sexta-feira (8), as artistas Petyta Reis e Bia Silva unem exposições fotográficas no Museu da Imagem e do Som de Santos (Miss). As imagens, que abordam temas como a violência contra a mulher e depressão, podem ser conferidas das 19h desta sexta-feira, quando ocorre a abertura da mostra, até o dia 5 de abril. Visitação de segunda a sexta-feira, das 14h às 19h. Entrada gratuita. O Miss fica no piso térreo do Centro de Cultura Patrícia Galvão (Av. Senador Pinheiro Machado, 48, Vila Mathias). A mostra ainda traz uma vídeoinstalação.

A educadora e estudante de audiovisual Petyta apresenta Pedaços que Ninguém Vê, projeto fotográfico realizado em 2016, que relata a depressão por meio da fotografia. Já Bia lançou seu olhar para a cotidiana agressão contra a mulher em Laésio, uma derivação do latim laesio, que significa lesão. Segundo a Organização Mundial da Saúde, a depressão afeta mais de 350 milhões de pessoas e, mesmo com números tão altos, ainda há muito preconceito na sociedade.

 

Sobre as autoras

Nascida no final dos anos 1980 na pequena cidade de Itororó, no interior da Bahia, a pedagoga Rosi Reis, mais conhecida como Petyta, se expressa artisticamente por meio de múltiplas linguagens. Confecciona roupas, bolsas e acessórios pela marca SoulFrida. Também produz desfiles e é maquiadora. 

As fotos da exposição são frutos da aula de fotografia do curso de Cinema da Faculdade São Judas, onde Petyta estuda. O audiovisual também é uma paixão na qual já teve a oportunidade de dirigir o clipe da cantora Mariana Degani, na música Corta Brisa, que será lançado em breve.

Com 23 anos de idade, Bia Silva nasceu em São Vicente. Professora de pintura, fotógrafa amadora e estudante de Arquitetura e Urbanismo, ela constantemente está envolvida em produções artísticas voltadas para o universo feminino.

 

Foto: divulgação

 

Galeria de Imagens

Foto feita por Bia Silva. Uma mulher está sentada em um banco. Sua imagem está cortada dos ombros para cima. Suas mãos estão tocando os joelhos. #Pracegover