Conteúdo

Imara Reis ministra aula magna na escola municipal de artes cênicas

11 de março de 2019
9h 00

A atriz, diretora e professora Imara Reis é a convidada da aula magna que será realizada na segunda-feira (11), na Escola de Artes Cênicas Wilson Geraldo (EAC), abrindo as atividades do Curso de Formação de Atores em 2019. O encontro é aberto ao público e ocorre no Teatro Guarany (Praça dos Andradas, 100, Centro Histórico), a partir das 19h.

Imara começou a fazer teatro no Colégio Santa Marcelina, no Rio de Janeiro. Formada em Letras pela Universidade Federal Fluminense, onde também fez teatro, foi integrante do Grupo Laboratório junto com Tonico Pereira e José Carlos Gondim.

Em 1973, convidada por Tonico Pereira, passou a integrar o Grupo Chegança, de Luis Mendonça, do qual faziam parte, entre outros, Ilva Niño, Sônia de Paula, Tony Ferreira, Adélia Sampaio, Tânia Alves e Elba Ramalho. Neste grupo participou dos espetáculos As Incelenças, Viva o Cordão Encarnado e Lampião no Inferno. A atriz foi integrante também do elenco da primeira montagem de Calabar, de Chico Buarque e Ruy Guerra.

Após participar de outras produções, começou a trabalhar como atriz em peças publicitárias, participando de inúmeros comerciais. No final dos anos 1970, em viagem de estudos à Europa, fez cursos de especialização em Paris e Madri, além de ter protagonizado seu primeiro curta-metragem, Sílvia, produzido por Helena Rocha.

De volta ao Brasil, estreou na televisão na novela Dinheiro Vivo, de Mario Prata, na antiga TV Tupi. Estreou, em 1981, na TV Bandeirantes com a novela Os Adolescentes. Seu primeiro longa-metragem foi Inquietações de Uma Mulher Casada, de Alberto Salvá, e desde então trabalhou em mais de 20 filmes.

Como atriz, Imara já ganhou três troféus Kikitos, no Festival de Gramado, e três troféus Candango, no Festival de Brasília, além de várias outras premiações. Em 2010 a editora Imprensa Oficial de São Paulo publicou, pela série Perfil da coleção Aplauso, uma biografia de Imara Reis, escrita por Thiago Sogayar Bechara, intitulada Van Filosofia.