Conteúdo

Fundo dará apoio financeiro a projetos para jovens

12 de março de 2019
17h 31

Um avanço para a juventude santista em áreas como cidadania, participação social e política marcou a tarde desta segunda (11), com a assinatura da lei que estabelece o Fundo Municipal da Juventude.

A partir de agora, será possível captar recursos das esferas pública e privada e apoiar financeiramente os programas, projetos e serviços de atenção a jovens.

Além disso, o órgão poderá receber recursos provenientes de Termos de Ajustes de Conduta firmados pelo Município. A partir de 2020 os munícipes poderão, ainda, contribuir com o fundo, facultativamente, nos carnês do IPTU.

A cerimônia de criação da lei foi realizada no salão nobre do Paço Municipal e reuniu autoridades, representantes do Conselho Municipal da Juventude e membros da sociedade civil.

Segundo o prefeito Paulo Alexandre Barbosa, a criação do fundo colabora para o desenvolvimento de ações em favor da democracia. “É muito importante que os jovens tenham oportunidades, fóruns e ambientes para se posicionar e expor suas opiniões, aprendendo desde cedo a reivindicar seus direitos e cumprir seus deveres. Esse é nosso desafio: uma sociedade participativa e cidadãos ativos que possam participar do destino de nossa Cidade”.  

De acordo com o presidente do Conselho da Juventude, Dennys Marcel Castanheira, o intuito, agora, é a busca por captação de recursos. “Foi um trabalho duro chegarmos ao dia de hoje. Esta é uma vitória para os 91 mil jovens santistas. Agora, cabe aos conselheiros buscar recursos para operacionalizar programas de instituições cadastradas, voltados ao público jovem”.

 

Foto: Susan Hortas