Conteúdo

Estudantes completam curso de educação tecnológica

12 de dezembro de 2018
12h 20

Um programa que simula o funcionamento de um caixa de supermercado e outro que calcula a aprovação ou não de um aluno no final do ano letivo. Estes foram os projetos de conclusão de curso, elaborados de maneira coletiva e apresentados pelos sete alunos participantes do curso livre Surfando em Bytes, na noite desta terça-feira (11), no auditório da Secretaria de Educação (Seduc).

Após cinco meses de aula, eles receberam o certificado e foram aplaudidos por professores, amigos e familiares. O curso, que estimula a educação tecnológica e proporciona o aprendizado de programação aos estudantes matriculados ou egressos da educação de jovens e adultos (EJA) da rede municipal, foi ministrado nas manhãs de sábado, no Centro Darcy Ribeiro, pela professora Kelvia Ronqui, da Seção de Educação de Jovens e Adultos e pelo professor voluntário Carlos Eduardo Ronqui. “Estas aulas foram realizadas a pedido dos próprios alunos. Eles queriam conhecer mais e aprimorar o que tinha sido aprendido durante as pré-aulas da EJA. Tenho a certeza que estes conhecimentos os ajudarão na vida acadêmica e também no mercado de trabalho”, disse Kelvia.

A chefe da Seção de Educação de Jovens e Adultos, Patrícia Oliveira Santos, afirmou que a intenção é realmente prepará-los para o meio profissional, além de incentivar a continuidade dos estudos. “Muitos descobriram no ‘Surfando em Bytes’ habilidades que nem sabiam que tinham”, completou.

PARTICIPANTES

Tacyana Almeida Augusto, 19, estava muito feliz com mais esta conquista. “Aprendi a entender melhor a Informática, além disso, muitas coisas são baseadas na Matemática e isso nos ajuda nesta disciplina também. É muito bom ver rodando um programa que você ajudou a desenvolver”, revelou. Ela terminou neste ano o ensino fundamental na EJA e também foi aprovada na prova do Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja) para a conclusão do ensino médio. “Ano que vem já vou começar a faculdade”.

“Achei que não fosse dar conta de terminar o curso, pois estou agora estou no ensino médio e também no Camps Santos, mas me esforcei e tive a ajuda dos meus amigos e professores”, falou Matheus Silva da Paixão Santos, 16. Ele quer cursar a faculdade de Engenharia Robótica.

Rennerik Santos da Silva, 18, também já concluiu a EJA e considera o ‘Surfando em Bytes uma grande oportunidade. “Ocupou o nosso tempo, nos ensinou a trabalhar em equipe. Foi ótimo”. O evento ainda contou com confraternização com direito a bolo de chocolate e refrigerante.

Foto: Marcelo Martins