Conteúdo

Escola Polo de Construção Civil: primeira turma está pronta para o mercado de trabalho

17 de junho de 2014
14h 17

Em clima de despedida e esperança para conseguir um espaço no mercado de trabalho, os 45 alunos da Escola Polo de Construção Civil, na Zona Noroeste (Av. Hugo Maia, 285), concluíram nesta terça-feira (17) os cursos de assentador de pisos e azulejos, encanador e pedreiro.

A formação foi realizada por dois meses, com aulas de segunda a sexta, graças ao convênio entre os fundos sociais de solidariedade do Estado e do município. A formatura será em 13 de agosto, às 14h, no Teatro Guarani, no Centro Histórico.

Segundo o professor de assentamento, Valdomiro Barbosa, o grupo, metade formado por mulheres, participou com atenção e mostrou interesse em aprender a matemática voltada para o serviço específico e o uso das diversas ferramentas, como colher de pedreiro, desempenadeira e martelo.

Para o instrutor de instalação hidráulica (encanador), Carlos Augusto de Arantes, seus alunos também saem aptos a executar qualquer trabalho. “O resultado foi satisfatório e eles vão para o mercado sabendo cortar tubulação corretamente, usar ferramentas e podem fazer diversos serviços, como instalações hidráulicas e cálculo de pressão de água”.

Novas turmas

O projeto visa geração de renda para pessoas com mais de 18 anos, não sendo necessária escolaridade mínima. Todos os cursos oferecem aulas teóricas e práticas, em áreas que reproduzem ambientes de trabalho.

Os alunos da escola recebem ainda material didático, uniforme e bolsa auxílio no final do curso para aqueles que estiverem desempregados e sem nenhum benefício social. De acordo com o Fundo Social de Santos, as inscrições para novas turmas serão abertas até primeira quinzena de julho.

Opiniões

“O curso foi ótimo. Eu não sabia nada e aprendi a fazer muro, colocar azulejos e piso. Além de economizar com mão de obra para os serviços na minha casa, quero arrumar um emprego nessa área e deixar de fazer bico”. (Sérgio Valério dos Santos, 45 anos, morador do Castelo, curso de assentador de azulejo)

“Queria aprender algo novo e interessante. O curso foi muito bom, quero aproveitar para reformar minha casa e se der arrumar um emprego também. Não achei difícil, acho que a mulher leva jeito para isso porque é caprichosa”. (Ana Maria dos Santos, 45, Caneleira III, curso de assentador de azulejo)

“As aulas foram importantes porque já trabalho na área de hidráulica e quanto mais conhecimento melhor. O ramo da construção civil é vasto. Eu entrei nesse segmento em 2010 e não troco por nada. Já fiz curso de pedreiro, pintura, solda e gesso. (Vânia dos Santos, 37, Morro da Nova Cintra, curso de encanador)

"Já trabalho como assentadora de azulejo, mas fiz o curso para me aperfeiçoar e ter um certificado que é importante. Aprendi bastante, apesar da experiência que tenho. Acho que tenho boas chances no mercado de trabalho e logo estarei empregada". (Eliane da Penha, 39, Centro, curso de assentador de azulejo)

Foto: Rogério Bomfim

Feedback

Ajude-nos a tornar o Santos Portal melhor. Deixe um comentário, dúvida ou sugestão.