Conteúdo

Ecopeixe fortalece filosofia ambiental de estudantes

8 de fevereiro de 2019
18h 20
Crianças uniformizadas estão na areia da praia em torno do peixe que funcina como um grande cesto de lixo para artigos recicláveis. #Pracegover

“É muito legal. Dá para imaginar o que o peixe sofre quando engole alguma coisa que não é alimento”. Assim, Thiago Venturine de Oliveira, 9, opinou sobre o Ecopeixe, estrutura de três metros de altura para armazenar lixo limpo em formato de peixe, instalada na praia do Boqueirão.

Ele é um dos 40 alunos da escola municipal João Papa Sobrinho que foram à praia nesta sexta-feira (8) para conhecer o Ecopeixe. Durante a próxima semana, todos os 350 estudantes de 1º ao 5º ano da unidade passarão pela experiência.

Para Sophia Mathias de Oliveira, 9, a estrutura chama a atenção das pessoas para o descarte correto do lixo. “Não adianta nada trazer uma sacola para a praia, colocar o lixo dentro, deixar a sacola na areia e ir embora”. Mas a menina confessou que já jogou lixo na areia da praia. “Hoje me arrependo muito”.

A diretora Eliana Paulo, acompanhada dos educadores Vitória Aparecida Santos da Silva e Nilton Ribas, disse que a iniciativa vai ao encontro de várias ações ambientais realizadas na escola como coleta de lápis, esponja, óleo de cozinha, garrafas PET e lacres de latinhas. “Vamos divulgar a visita por meio da nossa oficina de rádio, TV e jornal”, contou Vitória.

 

ATIVIDADES

As crianças ainda participaram de atividades ambientais numa tenda do projeto Verão no Clima, da Secretaria de Estado do Meio Ambiente, em parceria com a Secretaria Municipal de Meio Ambiente. Elas ganharam gibis e curtiram xadrez, tabuleiro com perguntas e jogo de memória, sempre acompanhadas de monitoras. Há outras três tendas no Embaré, Gonzaga e Pompeia, funcionando de sexta-feira a domingo, das 8h às 18h.

 

ESTRUTURA

O Ecopeixe foi construído em galpões de escolas de samba do Município por artistas vindos de Parintins, cidade do interior do Amazonas. O material recolhido será separado por agentes da ONG Sem Fronteiras.

 

Foto: Francisco Arrais