Construção de barreira na Ponta da Praia está concluída

13 de abril de 2018
18h 46

A construção da barreira para minimizar os impactos das ressacas e diminuir o processo erosivo na Ponta da Praia foi concluída com a instalação do último dos 49 bags preenchidos com areia da praia. A informação foi confirmada pelo prefeito Paulo Alexandre Barbosa em entrevista coletiva concedida no local da obra nesta sexta-feira (13).

O chefe do Executivo explicou que a empresa ainda vai nivelar os bags para atender ao que está estabelecido no projeto piloto proposto pelos professores da Unicamp Tiago Zenker e Patrícia Dalsoglio Garcia.

A faixa de areia entre o canal 6 e o Aquário, onde está instalado o canteiro de obras, permanecerá interditada para que os equipamentos sejam retirados, o que deve ocorrer até o fim da próxima semana.

“A partir de hoje (sexta, 13), vamos verificar se os bags estão sedimentados, analisar também os impactos na vida marinha, e verificar como a barreira está influenciando na energia das ondas”, explicou o prefeito.

Já na próxima semana, os autores do projeto piloto estarão em Santos para fazer o levantamento topográfico da área. Os resultados da barreira servirão para definir as intervenções definitivas para conter o processo erosivo.

“É importante ressaltar que esta solução é inédita no Brasil. E ela será monitorada pelos técnicos da Unicamp, que vão produzir relatórios detalhados, inclusive sobre o ‘engordamento’ da praia, que é um dos objetivos do projeto. Este é um problema de décadas, e a Prefeitura tomou providências para solucionar e devolver esse espaço para o munícipe e também para os nossos turistas”, disse o prefeito.

Paulo Alexandre explicou que, para acelerar a recuperação da faixa de areia, a Prefeitura continuará fazendo o ‘engordamento’ mecânico da praia, levando o sedimento da região do canal 2 para a Ponta da Praia por caminhões. “Cumprimos uma etapa importante e agora é monitorar para que a gente possa avançar na solução desse problema”.

Linha do tempo
O projeto piloto foi anunciado pela Prefeitura no dia 6 de dezembro de 2017. Dias depois, a proposta foi apresentada aos moradores da Ponta da Praia em audiência pública. No dia 3 de janeiro, a faixa de areia entre o canal 6 e o Aquário foi isolada para a instalação do canteiro de obras.

Dez dias depois de iniciados os trabalhos, a obra foi suspensa por decisão judicial. O pedido de interrupção partiu do Ministério Público Estadual, que entendia ser necessária a licença ambiental. No dia 2 de fevereiro, parecer técnico da Cetesb atendendo à determinação da Justiça em mandado de segurança impetrado pela Prefeitura concluiu pela dispensa do licenciamento ambiental.

 Foram 24 dias de paralisação, até que no dia 6 de fevereiro o trabalho foi retomado com a autorização da Justiça. No dia 17 de fevereiro o primeiro bag foi instalado.

A obra do projeto piloto custou R$ 2,9 milhões, recurso liberado pelo Ministério Público Estadual e que é resultado de multa ambiental por acidente ocorrido no Porto de Santos.

Como funciona


A barreira construída em formato de “L” tem mais de 500 metros e é formada por 49 bags. A estrutura paralela à praia serve para diminuir a energia das ondas. A outra, a partir da mureta da orla, na altura da Rua Afonso Celso de Paula Lima, vai ajudar a armazenar areia no local. Cada saco tem 25 metros de extensão e, depois de preenchido com a areia, pesa cerca de 300 toneladas.

Com o sedimento que a Prefeitura continuará transportando para a Ponta da Praia por caminhões, o resultado esperado é o “engordamento" da praia. O processo erosivo observado no local foi acentuado a partir de 2011. Com o avanço do mar e a perda da areia, a estrutura urbana fica mais exposta aos efeitos das ressacas. Em 2016, dois grandes eventos destruíram as muretas e o Deck do Pescador. O mar também invadiu prédios e clubes da Ponta da Praia.

 

Foto: Isabela Carrari

 

Galeria de Imagens

Início dos trabalhos na Ponta da Praia. Tapetes que ficam abaixo dos bags estão dispostos na areia. #Pracegover

Marcelo Martins

Início dos trabalhos na Ponta da Praia. Começa o posicionamento das barcas que auxiliam no afundamento dos bags. #Pracegover

Marcelo Martins

Mergulhadores começam a introduzir os tapetes no mar. #Pracegover

Francisco Arrais

Mergulhadores no mar. #Pracegover

Susan Hortas

Duas pessoas atrás de muretas na Ponta da Praia observam trabalho dos mergulhares. Parte do trecho em frente ao mar está sem muretas mas fechado com cerca plástica. #Pracegover

Rogério Bomfim

Canos que conduzem areia aos bags estão visiveis sobre a linha d'água. Três mergulhadores trabalham no local. #Pracegover

Susan Hortas

Mergulhador em ação no mar. #Pracegover

Francisco Arrais

Trator coloca pedras sobre a parte do projeto piloto que fica visível na Ponta da Praia. #Pracegover

Susan Hortas

Feedback

Ajude-nos a tornar o Santos Portal melhor. Deixe um comentário, dúvida ou sugestão.