Conteúdo

Começa a instalação de drenos verticais na futura Avenida Beira Rio

29 de setembro de 2018
11h 00

Por meio de torres de cravação semelhantes às utilizadas para estacas, serão enterrados no solo da futura Avenida Beira Rio, mais de 156 mil metros de geodrenos. Trata-se de material sintético parecido com mangueira de bombeiro, por onde a água do terreno será conduzida até a superfície.

Ficarão a uma profundidade de 13 a 21 metros, com espaçamento de dois metros entre um e outro. O trabalho começou no Bom Retiro, final da Av. Jovino de Melo, próximo ao Rio São Jorge. A instalação vai garantir segurança no tráfego por onde passarão veículos de grande porte rumo à Rua Júlia Ferreira de Carvalho.  

As obras civis ficam sob o gerenciamento da pasta de Infraestrutura e Edificações (Siedi) e a gestão geral pelo Programa Nova Entrada de Santos. O trabalho faz parte da segunda etapa do programa, investimento de R$ 52,1 milhões, considerando, no total, pacotes de iluminação em LED, obras civis e processos ambientais compensatórios.

 

GEOGRELHAS

 

Ao mesmo tempo, em outra parte do terreno são colocadas geogrelhas, malha entrelaçada e vazada que proporciona maior rigidez ao solo, melhorando sua capacidade de suporte de peso. A intervenção demandará o uso de 13.794 m² desse material.

“A estimativa é de que os serviços sejam executados em três ou quatro meses, porque dependem das condições climáticas e da possibilidade de encontrarem grandes rochas na perfuração”, diz o engenheiro Carlos Barros, da Siedi. “Quando a cravação é impedida por uma pedra é preciso fazer outras perfurações até encontrar novo caminho sem obstáculos”.

TERRAPLANAGEM

 

A terraplanagem na construção da Av. Beira Rio e rotatória, para ligação da futura ponte sobre o Rio São Jorge com a Av. Jovino de Melo e Rua Zeonor de Paiva Magalhães, começou com aterro de sobrecarga. O peso da areia depositada no local vai provocar naturalmente, ao longo de oito meses ou um pouco mais, o escoamento da água do terreno, readensando o solo.

Além de criar nova conexão da via Anchieta com a região da Zona Noroeste, a Etapa 2 da Entrada de Santos prevê repavimentação e adequação de corredores de ônibus (com nova rede de drenagem) na Av. N. Sra. de Fátima e construção da ciclovia. E, ainda, pontes para veículos na Rua Pedro Paulo Di Giovanni (com recapeamento) e no canal da Roberto Molina Cintra. 

 

Galeria de Imagens

Geogrelha é puxada por vários homens uniformizados sobre um terreno. Trata-se de uma malha entrelaçada e vazada. À distância, é como se os homens estivessem puxando um tapete. #Pracegover

Feedback

Ajude-nos a tornar o Santos Portal melhor. Deixe um comentário, dúvida ou sugestão.