Chuvas deixam morros em estado de atenção

15 de abril de 2018
20h 55

A Defesa Civil de Santos decretou estado de atenção nos morros da Cidade. As áreas de risco foram atingidas por um volume acumulado nas últimas 72 horas de 164,6 mm - até as 18 horas deste domingo (15). Quando a marca é superior a 80 mm nesse período e a previsão é de continuidade de chuva, o estado de atenção é decretado. As condições climáticas devem permanecer com fortes chuvas, maré alta e sobrelevação com provável ressaca, portanto os pontos suscetíveis a alagamentos devem continuar com problemas de acessibilidade.

Desde o início da chuva na noite de sábado (14), a Defesa Civil atendeu três ocorrências sem vítimas. Houve queda de uma árvore na Avenida Antônio Manoel de Carvalho, na encosta do Morro Marapé. Também um deslizamento de solo causando a queda de um muro e parte de uma moradia desocupada que atingiu a área livre da casa vizinha, na Rua São Miguel com a Rua Santa Valéria, no Morro São Bento.

No Morro São Bento também ocorreu a queda de um bloco rochoso e o entorno foi isolado. Após o desmonte e retirada dos resíduos, o trânsito será totalmente liberado na Rua São Bernardo. No momento o tráfego flui em apenas uma faixa de rolagem.

A CET (Companhia de Engenharia de Tráfego) continua monitorando e orientando os motoristas na Avenida Nossa Senhora de Fátima. O local está alagado e intransitável, nos dois sentidos, para veículos de passeio e ônibus. Quem precisa se dirigir a São Vicente tem como rota alternativa a avenida da praia ou a subida no Morro Nova Cintra tendo acesso ao Morro Caneleira. A Avenida Martins Fontes está transitável - apesar de ter faixa alagada, veículos passam normalmente pelo local.

Ponta da Praia – O mar está agitado, porém não há nenhum tipo de interdição no local. A água do mar não avançou para as pistas dos veículos. Neste domingo a Prefeitura está acompanhando a ressaca na Ponta da Praia para observar, inicialmente, a energia das ondas com a barreira instalada. Na próxima semana, técnicos da Unicamp estarão em Santos para a primeira avaliação e início do monitoramento.

Apesar de ainda estar sob avaliação, a Prefeitura alerta que a barreira com bags impediu até o momento a ação da ressaca sobre a avenida, ao contrário de imagens "fake" que circulam nas redes sociais. Estas imagens se referem à ação da maré no ano passado.

Maré – No sábado a maré atingiu o pico às 14h40 com 1,83 metro e as ondas atingiram a altura de 1,23 metro. E foram registradas às 23h30 rajadas de ventos de 33.5 nós, que correspondem a 62 quilômetros por hora. Neste domingo (15) a maré teve o pico às 2h30 atingindo 1,75m. As ondas chegaram a 2,02m às 3h20.

Feedback

Ajude-nos a tornar o Santos Portal melhor. Deixe um comentário, dúvida ou sugestão.

Atualizações

Todas as novidades para Chuvas deixam morros em estado de atenção