Conteúdo

Avançam as obras de futuras policlínica e escola

14 de fevereiro de 2019
14h 30

A paisagem do Jabaquara começa a se transformar com os avanços das obras do Complexo de Serviços Públicos. Até outubro, devem ser concluídas as partes estruturais da nova Policlínica do bairro, que terá mais de 4 mil m², e de uma escola e um ginásio, com 5,5 mil m² de área construída.

A obra da unidade de saúde se concentra na conclusão do subsolo e da estrutura do primeiro dos três pavimentos. Após a sua conclusão total, será equipada e deve iniciar o atendimento ao público em janeiro de 2020.

“A Policlínica do Jabaquara será a maior da Cidade e está sendo construída em parceria com a Fundação Lusíada. A Prefeitura identificou a necessidade da nova unidade de saúde do bairro e a fundação adquiriu o terreno e faz todo o empreendimento”, destacou o prefeito Paulo Alexandre Barbosa, em vistoria nesta quinta (14) ao lado do presidente da Fundação Lusíada (mantenedora da Unilus), Nelson Teixeira, e do secretário de Saúde, Fábio Ferraz.

O chefe do Executivo lembrou outros investimentos conjuntos já realizados e em andamento como a construção do prédio da UPA Central e do novo Ambulatório de Especialidades (Ambesp). Ao todo, serão investidos na obra da policlínica cerca de R$ 20 milhões. “Vamos entregar um belo equipamento público sem recursos da Prefeitura”.

“Este investimento vem ao encontro da filosofia da nossa instituição, que, além do ensino de qualidade, também faz um trabalho assistencial na área da Saúde”, complementou Nelson Teixeira.

“Aqui, teremos a primeira Policlínica universitária da Cidade, por meio desta boa parceria”, explica o secretário Fábio Ferraz, devido aos espaços e atividades acadêmicas previstos.

EDUCAÇÃO

Já a nova UME Jabaquara tem custo estimado de R$ 22 milhões. A compra do terreno foi de R$ 7 milhões com recursos de medida compensatória de Estudo de Impacto de Vizinhança (EIV) da empresa Ageo Terminais.

A obra, estimada em R$ 15 milhões, é executada pelo grupo Mendes como medida compensatória por empreendimentos na Ponta da Praia e se concentra na colocação dos blocos de fundação.

A unidade de ensino atenderá 602 alunos, do berçário ao 5º ano do ensino fundamental. Também está previsto um ginásio poliesportivo, que servirá para escola, e uma praça pública.

Fotos: Isabela Carrari 

Galeria de Imagens

grupo de operários atua em buraco da fundação da escola #pracegover