Conteúdo

Antiga servidora é exemplo de como programa auxilia transição para a aposentadoria

24 de janeiro de 2019
15h 41

No Dia Nacional do Aposentado, celebrado nesta quinta-feira – 24 de janeiro, Neuza Aparecida Gonzaga, 65 anos, é uma das servidoras que encerrou as atividades na Prefeitura recentemente - setembro de 2018. Com a certeza de dever cumprido na área da saúde mental, ela teve suporte para transição do Programa Amigos para Sempre.

Após 42 anos atuando na terapia ocupacional, sendo 26 deles dedicados aos santistas que se utilizam dos serviços da rede pública, ela se diz realizada profissionalmente, porém não pretende deixar o ofício. ”Eu não parei, só estou com mais tempo para me dedicar às coisas que gosto”.

O amadurecimento para a nova fase foi conquistado no Programa de Preparação para Aposentadoria dos Funcionários Públicos Municipais de Santos ‘Amigos para Sempre’. Foi criado em 2016 para auxiliar os servidores no processo de transição à aposentadoria, com trabalhos de autoconhecimento e elaboração de projeto de vida pessoal futura.

"Não foi uma decisão fácil aposentar. Pensei muito, adiei também. E o programa foi bem importante para encontrar outras pessoas na mesma situação e conversar com elas sobre anseios, dúvidas e medos, ao mesmo tempo que existia a vontade de ter mais tempo para se dedicar a outras coisas. Nos encontros, refleti sobre várias situações".

Como funciona - Dividido em módulos, o programa da Prefeitura consiste em encontros com abordagens de aspectos emocionais, sociais, financeiros, cuidados com a saúde física, de acordo com a psicóloga e presidente do Programa de Promoção à Saúde e Qualidade de Vida do Servidor (ComViver), Tais Viana Franco, responsável pelo projeto desde o início. Para melhor aproveitamento dos participantes, são formados pequenos grupos para que possa haver criação de vínculo e confiança entre eles.

“A nova rotina, totalmente diferente do período de trabalho formal, incorporado por muitos anos, pode ser tão gratificante quanto às vivências das fases anteriores, desde que possibilite o desenvolvimento pessoal, que não termina com a aposentadoria”, explica.

 

EXPANSÃO

De acordo com a presidente do ComViver, existe um estudo em conjunto com Iprev e Capep – Santos para expandir esse programa, visando o atendimento daqueles que já estão aposentados. Na Prefeitura, segundo levantamento da Secretaria de Gestão de dezembro de 2018, existem 4.398 aposentados e 1.679 pensionistas.

Sonho realizado – Um desejo antigo de Neuza, concretizado assim que se aposentou, foi aprender a andar de bicicleta. “Até então, não havia conseguido arrumar tempo para aprender e esse sonho foi uma das primeiras coisas que realizei”, conta. Atualmente, além de pedalar pela Cidade, ela segue trabalhando com atendimentos domiciliares e sonhando, novamente, com a formação de grupos de estudo de vários temas relacionados à saúde mental.

“Valeu ser servidora; entrei num projeto maravilhoso que me deu a realização profissional”. Quanto aos benefícios adquiridos, Neuza afirma que não tem do que reclamar: “além da continuidade do recebimento do salário integral, existem os benefícios acumulados como o tempo de serviço, os quinquênios e o título de mestrado”.

 

Foto: 

 

 

Galeria de Imagens

Servidores que participam do programa Amigos para Sempre estão reunidos em um auditório. Todos estão sentados em poltronas. #Pracegover

Feedback

Ajude-nos a tornar o Santos Portal melhor. Deixe um comentário, dúvida ou sugestão.