Conteúdo

Abertura do Festival de Capoeira será na sexta

24 de julho de 2018
15h 53

O Teatro Guarany recebe cultura, história, musicalidade e a expressão corporal da capoeira na próxima sexta-feira (27), a partir de 19h30. O evento abre o Festival de Capoeira 2018, que conta com atividades em diversos locais da Cidade até o dia 1º de agosto.

Com o objetivo de difundir e valorizar a capoeira, um patrimônio cultural e sob a coordenação do mestre Márcio Santos, o festival oferece capacitações, oficinas, debates, exibições de grupos, palestras, hidrocapoeira (na água) e também adaptação da modalidade para idosos.

A entrada para as atrações é de um quilo de alimento não perecível ou um produto de higiene pessoal, que será encaminhado às entidades assistenciais que ofereçam a modalidade capoeira.

O evento é organizado pela Secretaria de Desenvolvimento Social, por meio da Coordenadoria de Promoção da Igualdade Racial e Étnica. Mais informações através do telefone 99125-5043.

Programação

 

  • 27/7 – Apresentação dos grupos Capoeira Santista, Capoeira Progresso, Capoeira Escola e Capoeira para Todos no Teatro Guarany (Praça dos Andradas, 100, Centro), a partir das 19h30.
  • 28/7 - Alongamento e caminhada musical no emissário submarino (Praia do José Menino), às 16h. 
  • 28/7 – Apresentação em roda na Concha Acústica (Praia do Boqueirão), às 18h.
  • 29/7 – Hidrocapoeira e aeroginga na Praia do Gonzaga, às 9h.
  • 29/7 – Oficinas no Sambódromo (Castelo), às 16h.
  • 30/7 – Palestra Capoeira e a formação do caráter, na Vila Criativa da Vila Nova (Praça Rui Ribeiro Couto s/nº, Vila Nova), às 9h.
  • 30/7 – Palestra Capoeira como resgate psicossocial, na Fefis Unimes (Av. Conselheiro Nébias, 536, Encruzilhada), às 15h, e palestra Controle corporal na Capoeira, às 19h. 
  • 31/7 – Capoeira adaptada na terceira idade, no Espaço do Idoso (Rua Alfaia Rodrigues, 260, Aparecida), às 10h. 31/7 – Centro Capoeira como Resgate Social, no Albergue Noturno (Rua Braz Cubas, 289), às 15h
  • 31/7 – Palestra Capoeira e a evolução na academia, na Fefis Unimes (Av. Conselheiro Nébias, 536, Encruzilhada), às 19h
  • 1/8 – Debate Capoeira e suas legislações, na Estação da Cidadania (Av. Ana Costa, 340), às 9h
  • 1/8 – Palestra O período do Brasil Colonial, na Fefis Unimes (Av. Conselheiro Nébias, 536, Encruzilhada), às 15h
  • 1/8 – Encerramento: Capoeira, uma ferramenta para a cidadania, na Unisanta (Rua Oswaldo Cruz, 266, Boqueirão), às 19h.

Foto: Isabela Carrari