Prefeitura Municipal de Santos


  • 18 JUN 17
    21° Fescete oferece mais de 100 atividades culturais até o fim de junho Atualizado em: 18 jun 2017 às 07h
    Espectadores assistem à espetáculo teatral no palco da Concha Acústica

    Foi dada a largada para uma quinzena de muitos espetáculos e intervenções artísticas, que acontecem em vários pontos da cidade durante o 21º Festival de Cenas Teatrais de Santos - o Fescete. Até 30 de junho serão promovidos cursos, workshops, performances, debates, rodas de partilha, exposições e concurso estudantil de poesia, além das mais de 80 cenas nas categorias de teatro Estudantil, Mirim e Monólogo. São mais de 1.200 pessoas envolvidas, entre artistas e técnicos, neste evento que conta com apoio da Prefeitura de Santos, Ministério da Cultura e TV Tribuna.

    O Fescete 2017 teve abertura na última quinta-feira, 15/06, no teatro do Sesc, com ingressos esgotados. Em meio à plateia cheia, artistas surpreenderam o público com guarda-chuvas decorados com estrelas, fazendo menção ao tema deste ano: "Lona aberta, céu estrelado". A primeira peça desta edição, "Palhaços", foi diversão garantida com o músico e diretor teatral santista Dagoberto Feliz, homenageado do festival.

    Nesses dias em que o Fescete enaltece e fomenta o teatro, grupos do Rio de Janeiro, Bahia e Pernambuco abrilhantam a programação. Neste domingo, 18/06, durante o projeto Conchinha, aconteceu a estreia do espetáculo infantil ‘Malassombros – Contos do Além Sertão’, do grupo Teatro de Retalhos, de Arcoverde (PE). Com máscaras caricatas, bonecos e muita prosa, a dupla de atores Carol Arcoverde e Djaelton Quirino contaram lendas de arrepiantes ao público formado por crianças e pais.

    A terapeuta Nina Pusch levou os filhos e se encantou com a abordagem da peça: “Existem pequenos elementos que trazem todos os significados. Em espetáculos onde tudo é muito pronto e cheio de artifícios, você deixa de criar com a própria imaginação. E esse tipo de teatro que eles trouxeram é um dos que eu mais gosto.

    Depois de três anos de pesquisa sobre histórias e lendas do nosso sertão para fazer o texto da peça, os artistas conseguiram o que queriam: “Nós trabalhamos muito com o lúdico, pensando em explorar a imaginação das crianças e trazê-las pra esse universo, fugindo um pouco desse mundo tecnológico e tão veloz. Estávamos muito ansiosos pra essa estreia e esse encontro com os santistas foi muito bom!”, disse o ator, após o espetáculo.

    A programação completa do festival está disponível no site: www.fescete.com.br.

    Fotos de Susan Hortas

Diário Oficial


29 / 06 / 2017
> Todas edições


TOPO