Conteúdo

Samu ganha novas ambulâncias

21 de agosto de 2017
11h 04

O Samu de Santos ganha nesta terça-feira (22) três ambulâncias zero quilômetro. Os veículos serão entregues às 9h30 na central do Samu (Encruzilhada), em ato que também marca a remodelação e adequação do espaço em parceria com o Rotary Club de Santos - Oeste. Uma das ambulâncias é de suporte avançado (com UTI) e terá como ponto de apoio a própria central. As outras duas, de suporte básico, ficarão nas bases do São Manoel (Zona Noroeste) e do Caruara (Área Continental).

Os veículos são locados pela Prefeitura em novo contrato, firmado com a empresa A & G, que tem validade de doze meses e pode ser renovado por igual período até totalizar cinco anos. Ele substitui o contrato emergencial anterior que foi válido por seis meses. O valor é de R$ 351.480,00/ano, ou R$ 29.290 por mês, e prevê a disponibilização de três veículos novos (24 horas) com reposição imediata, em até quatro horas, no caso de problemas mecânicos e avarias.

NOVO EDITAL

Outra novidade que contribuirá para a renovação da frota do Samu é o pregão eletrônico para locar mais 12 ambulâncias (sem condutores), cujo aviso de edital foi lançado dia 15 no Diário Oficial do Município. A licitação é necessária para definir a empresa que assumirá a prestação do serviço a partir de outubro, quando termina o atual contrato de locação de cinco ambulâncias (com condutores).

A mudança no descritivo da locação - sem a necessidade de mão de obra (condutor) - deverá representar uma economia mensal de mais de R$ 11 mil por ambulância. A data limite para o recebimento de propostas das empresas interessadas será quinta (24) às 8h30, com a disputa de lances no mesmo dia às 14h30. Mais informações no telefone 3201-5611 ou pelo e-mail licitacaosaude@santos.sp.gov.br

FROTA

O Samu de Santos atende mais de 4.200 chamados por mês e possui 12 ambulâncias próprias e oito locadas, totalizando 20 veículos. Os carros do Município passam por processos de manutenção preventiva e corretiva; já os locados são substituídos imediatamente quando apresentam problemas. No momento, há 15 veículos em operação (sete próprios e oito locados) - três vezes mais do que o indicado pela portaria n° 1.864/2003 do Ministério da Saúde, que recomenda uma ambulância básica para cada 100 mil habitantes e uma de suporte avançado para cada 400 mil habitantes. Quando concluída a nova licitação, a frota total de ambulâncias da Cidade será de 27 veículos.

Foto: Francisco Arrais/Arquivo