Conteúdo

Projeto Comunidade na Escola beneficia UME Olívia Fernandes

24 de junho de 2017
16h 08

A parceria entre Secretaria de Educação (Seduc), pais, professores e equipe gestora da escola Olívia Fernandes tornou a unidade mais bonita, limpa e organizada. Neste sábado (24), o grupo participou de um mutirão para realizar serviços gerais, dentro do projeto 'Comunidade na escola'.

O trabalho incluiu pintura da área de recreação, quadra e playground; revisão de lâmpadas e reatores; poda de árvores e capinação; arte de grafite no refeitório; limpeza de calhas do chão e das carteiras e mesas do pátio, onde as crianças fazem as refeições; revisão dos ventiladores; limpeza geral e impermeabilização da laje e revisão no telhado, entre outros.

A equipe de manutenção da Seduc somou 20 pessoas, entre encanadores, eletricistas, pedreiros, marceneiros e ajudantes gerais.

Alguns pais levaram seus filhos e houve lanche e recreação para todos. Os membros do Conselho de Escola estavam presentes. Andreia Alves, 42, mãe de Gianlluca Scatuzzi, 5, e Rosiane Costa de Freitas, 33, mãe de Sofia Freitas, 4, higienizaram brinquedos do playground e das salas de aula e ajudaram na recreação. Andreia contou que vêm arrecadando brinquedos e organizando a biblioteca. “Pretendo fazer um projeto de leitura com bonecos”.

Pai de Giovanni Miranda Justo, 6, Tércio Gonçalves Justo, 46, explicou que o Conselho está atuante em busca de melhorias, como a reforma da quadra e da piscina, a realização de um campeonato interclasses no final de semana e ampliar os equipamentos da sala de informática. Ele destacou a ajuda dos comerciantes locais.

A diretora Catarina Furtado lembrou que com a arrecadação da festa junina do ano passado pela APM (Associação de Pais e Mestres) foram trocados os balanços. “Este ano a festa será dia 1º e nossa intenção é colocar piso emborrachado na casa das bonecas”.

O aerografista Daniel Artes, 39, foi voluntário no mutirão, criando personagens infantis interagindo com alimentação nas paredes do refeitório dos pequenos.

Para o secretário de Educação Carlos Mota, o mais importante é a união de todos, aproximando mais a família e a comunidade da escola.

Histórico

O projeto iniciou em 24 de março, com a escola Pedro Crescenti, e também já atendeu a Waldery de Almeida. Outras unidades serão contempladas, conforme a necessidade, em datas a definir.

Foto: Marcelo Martins