Conteúdo

Prefeitura gera mais de 500 empregos nos canteiros de obras

16 de julho de 2015
13h 11

Em Santos estão sendo executadas atualmente 15 obras de infraestrutura e outras 22 prediais, sob a supervisão da Secretaria de Infraestrutura e Edificações. Mais do que promover melhorias, as construções agregam outro benefício: contratam 529 profissionais da construção civil.

Estes postos de trabalho estão espalhados pelos canteiros de obras nas zonas Noroeste, Central, da Orla, Intermediária, Morros e Área Continental. Envolvem profissionais como pedreiros, pintores, jardineiros, azulejistas, apontadores, serventes, carpinteiros e eletricistas, entre outros.

Construções contam também com operadores de máquinas, cada um com curso específico. Exemplos são os tratores e as máquinas utilizadas na pavimentação: vibroacabadora, rolo de pneu, rolo de chapa. E ainda os marteleteiros, operadores de máquina que perfuram o chão para romper concreto.

Completam o quadro de funções os calceteiros, profissionais que colocam o mosaico português (pedrinhas pretas e brancas que compõem as calçadas históricas). Eles vão trabalhar bastante na revitalização da Praça Mauá.

Oferta de empregos ultrapassa os canteiros de obras

Muita gente passa pela rua, vê uma obra sendo realizada e não se dá conta que, além dos operários do local, o serviço conta com outra equipe. É o pessoal das empreiteiras que fica nos escritórios dando apoio e base técnica a todo o trabalho executado. São mais postos de trabalho que não estão sendo computados.

Atuam em áreas como engenharia, segurança de trabalho, projetos, topografia, entre outras. Elaboram os projetos, fazem as medições, controlam o estoque dos materiais para a obra, e preparam a planilha detalhada com as etapas e serviços.

Essa planilha, acompanhada de material fotográfico, serve para comprovar o serviço executado. Ela é entregue à Prefeitura, que analisa para efetuar o pagamento. Isto porque são obras que contam com recursos das esferas estaduais e federais e o município precisa prestar contas detalhadas de todos os serviços executados.

Obras proporcionam vagas para moradores

A Prefeitura incentiva a utilização de mão de obra do bairro onde os serviços estão sendo executados. Exemplo disso é a construção do Centro Cultural e Esportivo da Vila Progresso. No início, a empresa responsável pela execução da obra trabalhou com profissionais da região.

Foram contratados 46 funcionários, moradores da Vila Progresso, que se dividiram em atividades na obra e no barracão, onde foram executadas as lajes pré-moldadas. Os trabalhadores foram selecionados por meio de currículos entregues no Dear-Morros. Com a continuidade dos serviços, ficaram os que estavam aptos para as funções que exigiam habilidades específicas.

Foto: Raimundo Rosa